• LeoEsteves e PauloWerneck

Dica de prancha para não passar perrengue em mar grande


Leblon, Foto: gabrielfqueiroz

O mar subiu e tem altas ondas. Você está um pouco tenso com o tamanho das bombas, mesmo assim está disposto a tentar. No fundo, o que você queria mesmo era pegar uma boa sem passar muito perrengue, mas infelizmente a gente não mora num point break com canal de acesso ao outside... Embora as condições não estejam fáceis, você decide entrar.


Mal começou a remar e você já percebe que a queda não será um passeio no parque. Varar a arrebentação é uma verdadeira luta. Você toma várias ondas pesadas na cabeça simplesmente porque sua pranchinha do dia a dia não tem a remada necessária para vencer tanto volume d’água. É muito difícil sair da inércia no meio da espuma e da água turbulenta com uma prancha inadequada.


Depois de muito sacrifício, finalmente você chega no outside. O problema é que já está cansado antes mesmo de pegar a primeira onda, o que certamente vai afetar sua performance ao longo da queda. Nossa capacidade de se equilibrar e realizar movimentos depende da quantidade de energia disponível no corpo. Isso sem falar do fator psicológico: "Onde fui me meter?".


Barra da Tijuca, Foto: Fernando Frazão

Você dá uma respirada e retoma as energias para efetivamente começar a surfar. Depois de alguma espera, sobe uma boa. Chegou a hora! Você começa a remar e naquela fração de segundos antes do drop sente a prancha balançando muito, o que tira totalmente a sua concentração. Além disso, você faz um esforço muito maior do que o normal para conseguir entrar na onda porque a prancha não dá conta da remada para acompanhar a velocidade da morra. Você já dropa esbaforido.


De qualquer forma, não há mais tempo pra pensar e você bota pra baixo. Desce todo desgovernado, tentando controlar a prancha de forma sofrível, mas ela não para de sambar. Seu foguetinho do dia a dia que funcionava tão bem nas ondas de meio a 1 metro, agora mais parecia um skate sem freio.


Fazer a cavada é uma missão quase impossível. Todo seu foco e concentração estão voltados para evitar que a prancha desgarre na parede da onda. Qualquer movimento muito brusco e já era. Você fica limitado e tudo acontece muito rápido. Em uma fração de segundos, você já ficou pra trás. Perdeu o tempo da onda e agora só te resta evitar uma vaca horrenda.


Se você já passou por uma situação parecida, confira abaixo os modelos INDOTRIP e PIMENTINHA ROUND. É essencial ter o equipamento certo para tirar o melhor proveito daquele mar grande que você sabe que é capaz de encarar.



INDOTRIP - ótima remada e controle


Como o próprio nome já diz, o modelo Indotrip foi projetado para você performar em ondas melhores e maiores do que aquelas que encontramos normalmente no nosso dia-a-dia. Seu design com bordas cheias, fundo high performance e rabeta round fazem desse foguete uma ótima pedida para ondas com mais pressão.


Com ela você garante toda a estabilidade e controle que precisa para dominar a parede de ondas fortes e situações de alta velocidade. Você conta ainda com a opção de rabeta round-pin para ganhar um controle extra da prancha nas condições mais extremas.


Desenhada para vencer grandes volumes d'água em mares grandes, a Indotrip proporciona excelente remada, te dando aquele gás para aguentar longas e intensas remadas para varar a arrebentação. Esse é um ponto crucial para você ter segurança no surf de ondas maiores, preservando seu preparo físico e seu controle emocional.


Indotrip (mais fotos abaixo)

PIMENTINHA ROUND - velocidade e manobras controladas


A Pimentinha é uma das nossas pranchas mais procuradas. Por esse motivo, é também um dos modelos mais refinados do nosso quiver visto que constantemente recebemos feedbacks de muitos surfistas, permitindo um contínuo aprimoramento do design.


Um dos pontos altos da Pimentinha é sua versatilidade. Trata-se de uma prancha com múltiplas possibilidades de uso a partir de pequenos ajustes voltados para a melhor performance em diferentes situações, sempre preservando radicalidade.


Escolhendo o tamanho adequado e colocando a rabeta Round, a Pimentinha se transforma num verdadeiro foguete para ondas com mais pressão, permitindo que você tenha mais controle nas partes críticas da onda. Além disso, seu rocker um pouco mais baixo na entrada d’água permite que você gere mais velocidade, o que se balanceia muito bem com o double concave entre as quilhas pra facilitar as manobras mais verticais.


Pimentinha Round (mais fotos abaixo)

Confira todos os detalhes na página dedicada de cada modelo:


https://www.wesurfboards.com.br/indotrip


https://www.wesurfboards.com.br/pimentinha



Mais fotos:




FICOU COM DÚVIDA?

CHAMA NO WHATSAPP

(21) 96753-3840


CONHEÇA NOSSOS FOGUETES

Para surfistas de todos os níveis e condições de mar

Clique para acessar


95 visualizações0 comentário